António's hobbies: Tigela Castelo

sábado, janeiro 30, 2010

Tigela Castelo

Peça vasada e recortada

5 comentários:

MT disse...

E tigela maravilha

Parabéns..cada vez melhor!

Bjs

BrancaLisboa disse...

Tenti,
Ainda não tinha dado conta deste seu poste, que gostei e fiquei intrigada com a imagem de fundo.
Pareceu-me que tem um naperom (Flor é assim que se escreve)...rsrsrs.
O Tenti tem muito bom gosto nas peças que faz e acho-as muito originais.
Parabéns.
Fiz uma pergunta à Flor pois acabei de ver um comentário dela. Como eu a conheço, sei muito bem quem é, por isso que eu lhe perguntei se estava bem escrito ;).
Ela também é oriunda dos nossos lados, ou não fosse ela da minha familia...rsrsrs
Pois... Tenti... ando de volta de coizinhas de bébé... vou ser avó dentro de pouco tempo.
Meu abraço e continue com as suas artes.

Tentilhão disse...

Muito obrigado pelas gentis apreciações.

A que Flor se refer Branca?
A Flor que figura na minha lista de contactos não é dos nossos lados mas sim de Sampa.

Tentilhão disse...

Pesquisei nos meu dicionários e não encontrei: naperon, naperão ou naprão como se diz na região do Sardoal.
Na nete aparece "napero e napperon".
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa mostra.

napperon
(palavra francesa)

s. m.Pequena peça de tecido ou de papel que serve para proteger ou decorar uma toalha ou tampo de uma mesa, etc. (Naperão seria a forma portuguesa.)
Pl.: napperons

BrancaLisboa disse...

Tenti,
Boas!
Naperon ou naperão, por mim eu sei bem aquilo que é... Não interessa como se escreve. aqui o que nos interessa é o carinho com que nos dedicamos a fazer coisas que gostamos, apenas isso.
Essa Flor a que me refiro é da minha família eu conheço-a "de gingeira"...kkkk...ela é daqui de Lisboa, ou seja nasceu no Tramagal e foi criada em Lisboa como eu. Temos 2 anos de diferença e passámos juntas muitos e muitos dias.
O blogue dela é este que deixo aqui:
http://romantiquices.blogspot.com/
Bem... com estes dois dedos de conversa me vou.
Estou quase a ser vóvó (como se fala no Brasil)...
Meu abraço fraterno
Clementina